segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Halloween nas bibliotecas escolares


No dia 31 de outubro, comemorou-se o Halloween nas bibliotecas das escolas Infante D. Pedro e Dr. Bernardino Machado, do Agrupamento de Escolas Figueira Mar.
Num ambiente sombrio e aterrador, criado com a colaboração e o empenho das docentes do grupo disciplinar de Inglês, desenvolveu-se a atividade «Roda das Maldições».
Esta atividade, que levou às bibliotecas diversos elementos da comunidade escolar, proporcionou momentos de grande entusiasmo e animação. Para evitarem terríveis maldições, todos os que entraram na biblioteca (alunos, professores e assistentes operacionais/técnicos) tiveram de realizar diversas tarefas relativas às categorias «maldições de malfazer», «maldições de maldizer», «amaldiçoamentos expressivos» e «maldições sentimentais».
Para recordar o dia, foram muitos os que, à semelhança do ano anterior, vieram à biblioteca tirar a famosa foto junto do «Fantasma dos Livros».
Não faltaram os doces de Halloween, que foram distribuídos aos participantes na atividade.

A equipa da BE agradece a participação de todos os envolvidos.








«Uma noite na B.E.»

No dia 28 de outubro, na biblioteca escolar da escola Infante D. Pedro, viveu-se a noite mais animada do ano. Um grupo de cerca de vinte alunos dos 2.º e 3.º ciclos festejou o Halloween entre livros. 
Os participantes chegaram a partir das 19:30 e, com os saborosos petiscos que levaram, pôs-se a mesa para o jantar, que terminou por volta das 21:00. 
Em seguida, divididos em grupos, tiveram de ir em busca das palavras que, provavelmente roubadas por bruxas, fantasmas e morcegos, tinham desaparecido da capa de alguns livros. O árduo trabalho dos nossos alunos foi recompensado, pois, encontradas as palavras, foram recolocadas no título dos livros. 
Após esta atividade, cada aluno, de olhos vendados, teve de colocar um remendo num fantasma que resolveu também aparecer na biblioteca. A missão não era fácil e, de cada vez que o remendo não era colocado onde era suposto, os alunos, para se livrarem de maldições, tinham de executar diversas tarefas. Fizeram-no com enorme dedicação, contribuindo para que nada estragasse a noite.
À hora de deitar, foi contada uma história, que acalmou alguns dos alunos mais renitentes em ir para a cama.
Embora a vontade de dormir fosse pouca, o sono acabou por vencer os mais resistentes. 
O dia seguinte começou com um belo pequeno-almoço, não faltando um delicioso chocolate quente.
Na hora da despedida, ouvia-se a pergunta: «Quando volta a haver uma noite na biblioteca?»






 





Entrega de prémio relativo à atividade «Versos à solta»

  No âmbito da comemoração do Mês das Bibliotecas Escolares a equipa da B.E. realizou, no dia 24 de outubro, pelas 10:30m., na B.E. do Agrupamento de Escolas Figueira Mar, o sorteio relativo à atividade «Versos à Solta», na presença do Diretor, Pedro Mota Curto.

A atividade teve a participação de toda a comunidade educativa. Ao longo de três semanas todos procuraram os versos espalhados pelo espaço escolar, para completar os poemas de autores de língua portuguesa que, seguidamente, foram declamados na Biblioteca. O aluno Jorge Oliveira, do 8.º ano, foi o feliz contemplado com um vale para compra de um livro. O momento da entrega do prémio foi enriquecido com a presença da professora Nélia Margarida e de alunos seus que interpretaram um tema musical do cantor Bob Dylan, recentemente galardoado com o Prémio Nobel da Literatura.

 Para tornar o momento mais aprazível  a equipa da B.E. distribuiu a todos os presentes bolo de aniversário assinalando desta forma o Dia Internacional das Bibliotecas.










Comemoração do Mês Internacional da Biblioteca Escolar

No âmbito da comemoração do mês das Bibliotecas, a equipa da biblioteca escolar do Agrupamento de escolas Figueira Mar iniciou o seu programa com a dinamização das atividades «Versos à solta» e «Giro pela B.E.», duas iniciativas que têm como objetivos principais reforçar a visibilidade das bibliotecas escolares e consciencializar para o seu valor no processo de ensino-aprendizagem.
Com a atividade «Versos à Solta» pretende-se também incentivar o prazer de ler e divulgar o conhecimento de poetas de língua portuguesa, apelando-se à participação de toda a comunidade educativa.  
Após a seleção de poemas de autores de língua portuguesa, foram retirados dois versos a cada um e procedeu-se à distribuição dos poemas, sendo solicitado aos leitores que identifiquem os versos em falta, os quais se encontram (à solta) no espaço da escola. Depois de completarem o seu poema, os alunos são convidados a lê-lo na biblioteca escolar. 
A divulgação desta atividade foi realizada pelos alunos do 10.º ano do curso profissional Técnico de Apoio Psicossocial, que demonstraram muito empenho e entusiasmo.
O jogo «Giro pela B.E.» põe à prova os participantes, testando as suas capacidades relativamente às seguintes categorias: Trava-Línguas», «Leitura Expressiva», «Quem é o autor?», «Rima e faz sentido», «Verso em falta» e «Títulos em mímica».
No dia 24 de outubro, serão apurados, por sorteio, de entre os participantes, os vencedores de cada uma das atividades, os quais receberão um vale de 10€ para compra de um livro.
Estão ainda previstas outras iniciativas, nomeadamente a formação de utilizadores, uma visita à biblioteca Joanina, em parceria com a Biblioteca Municipal, e «Uma noite na biblioteca».
Não há como justificar o facto de não frequentar a biblioteca escolar!







terça-feira, 4 de outubro de 2016


Receção aos alunos na B.E.


No dia 13 de setembro, a equipa da B.E. do Agrupamento de Escolas Figueira Mar abriu as suas portas e recebeu a visita dos novos alunos dos 10.º anos, acompanhados pelos diretores de turma e pelos pais e encarregados de educação. Os alunos dos cursos de Humanidades e de Ciências e Tecnologias compareceram no período da manhã e os alunos dos cursos profissionais estiveram presentes durante a tarde
     Após as boas-vindas e feita a apresentação dos elementos pertencentes à equipa da B.E., procedeu-se então à informação sobre o funcionamento da biblioteca e os diversos recursos e serviços disponibilizados neste espaço a todos os utentes da comunidade educativa. Fez-se ainda referência às atividades dinamizadas regularmente no espaço da biblioteca, apelando-se à colaboração, com empenho e entusiasmo, de todos os envolvidos no processo educativo, para que o novo ano escolar seja mais enriquecedor e construtivo. Por fim, desejou-se a toda a comunidade educativa um desempenho pleno de sucesso.





A Biblioteca Escolar deseja-vos as boas-vindas!
Tenham um ano letivo repleto de boas leituras!

terça-feira, 19 de abril de 2016

Semana da Leitura


No âmbito da Semana da Leitura, que decorreu entre 14 e 18 de março, foram realizadas, nas várias escolas pertencentes ao agrupamento, diversas atividades destinadas a celebrar a leitura e o prazer de ler e a criar momentos de reflexão acerca dos seguintes temas: a diferençao pluralismo e a multiculturalidade.

 Eis a calendarização das atividades:

 
A comemoração da Semana da Leitura contou com a participação ativa e empenhada de toda a comunidade educativa, contribuindo para o enriquecimento pessoal e cultural de todos os intervenientes.




 

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Encontro com o escritor Domingos Amaral na Escola Secundária Dr. Bernardino Machado

No dia 26 de fevereiro, os alunos do 10.º ano, das turmas A e C, do 11.º A e do 12.º A participaram no Encontro com o escritor Domingos Amaral, atividade promovida pela equipa da Biblioteca Escolar e realizada com o apoio da editora Leya. Após a apresentação do escritor pelo diretor do Agrupamento de Escolas Figueira Mar, Domingos Amaral partilhou com os alunos a sua paixão pela leitura e a escrita e alguns aspetos da sua experiência como escritor. Mencionou a importância dos livros e da leitura na sua infância e adolescência, aludiu à relevância do seu trabalho como jornalista no apuramento da escrita e na capacidade de cativar os leitores e relatou o processo de construção romanesca, insistindo na ideia de que uma obra literária não resulta de um momento de inspiração, sendo antes fruto de um trabalho empenhado. Revelando ser um excecional orador e comunicador, Domingos Amaral conseguiu prender, do início ao final de cada sessão, a atenção e o interesse de todos os presentes. Foi ainda dada a oportunidade aos jovens presentes de colocarem questões ao escritor, mas, infelizmente, o tempo revelou-se escasso para dar resposta a todas as perguntas, ficando em aberto a possibilidade de realização de um novo encontro. Pode seguramente afirmar-se que Domingos Amaral conquistou, com a sua vinda à Figueira da Foz, novos e dedicados leitores.